Covid-19: Ministro Paulo Guedes concorda com prefeito de Santarém sobre repasse direto aos municípios e custo extra da Amazônia

O prefeito Nélio Aguiar participou de uma reunião, neste domingo, 29, por meio de videoconferência, com o ministro da Economia, Paulo Guedes, e lideranças representantes das 5,6 mil prefeituras brasileiras para discutir medidas econômicas emergenciais e políticas públicas de combate e prevenção ao novo coronavírus. O gestor santareno, que também é presidente da Federação das Associações de Municípios do Estado do Pará (Famep), entre outras medidas defendeu que as ajudas financeiras sejam repassadas diretamente aos municípios e que o Governo Federal leve em consideração o chamado custo Amazônia. De imediato, o ministro concordou com o prefeito e perguntou a sua equipe técnica sobre a viabilidade da implementação das medidas.

Representando os prefeitos da região Norte, Nélio Aguiar teve direito à fala e pediu o repasse direto de recursos extras aos municípios. “Os recursos extras de apoio à assistência social e à assistência à saúde têm que ser repassados fundo a fundo, diretamente às cidades”, explicou o prefeito, acrescentando que o pedido é para agilizar as ações de ajuda à população.

Nélio Aguiar falou ainda sobre o custo Amazônia, que diz respeito à elevação dos gastos e investimentos devido às condições singulares dos municípios amazônicos. “Custo Amazônia é uma elevação de 30% nas despesas, que já existe, por exemplo, em relação às UPA’s. Nossas cidades têm condições peculiares de logísticas. Em alguns casos, usamos o transporte fluvial por mais de cinco horas para socorrer um paciente. Nossas cidades possuem grandes extensões territoriais, aglomerados distantes, e nossa logística é muito peculiar. Essa é uma re reivindicação de nossos prefeitos da região Norte”, argumentou Nélio Aguiar.

Representantes de 5,6 mil prefeituras participaram da reunião O ministro Paulo Guedes concordou com o prefeito santareno e, de imediato, perguntou ao secretário ministerial Caio Megale sobre a imediata implementação das medidas. “Essas considerações que você fez Nélio são muito importantes para nós, pois queremos fazer cada vez mais que o dinheiro chegue ao município. Realmente, o combate é a nível de município, nós queremos fazer o dinheiro chegar aos municípios. Essa é uma informação importante para nós”, disse Paulo Guedes.

O prefeito de Santarém solicitou ainda que o ministro autorize o mais rápido possível que os municípios façam o cadastro dos trabalhadores informais que serão amparados pela ajuda financeira aprovada pelo governo federal. “Queremos que as ajudas cheguem logo a esses trabalhadores”, finalizou Nélio Aguiar.

Participaram da videoconferência também os prefeitos Nelson Marchezan (Porto Alegre), Gean Loureiro (Florianópolis), ACM Neto (Salvador), Firmino Filho (Teresina), Clécio Mendonça (Macapá), Luciano Rezende (Vitória) e Jonas Donizette (Campinas).

Acompanhe as ações da Prefeitura de Santarém nas redes sociais:
Facebook: https://pt-br.facebook.com/prefeituradesantarem/
Instagram: @prefeituradesantarem
Youtube: Canal da Prefeitura de Santarém

Alailson Muniz Agência Santarém

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *