Prefeitura premia três escolas pela prática da Educação Fiscal

A noite desta quinta-feira, 12, foi especial e inesquecível para as dez escolas finalistas ao Prêmio Municipal de Educação Fiscal. Aconteceu o anúncio das três escolas vencedoras do prêmio. Em 1º lugar ficou a Cemei Antonia Corrêa e Sousa – que ganhou uma TV 50’; em 2º lugar a Escola Municipal Aldo Ferreira Campos – que ganhou um Data show com telão; e em 3º lugar a Escola Municipal Irmã Leodgard Gausepohl – que foi premiada com um notebook. A ação é promovida pela Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Gestão, Orçamento e Finanças (Semgof). As ações de fomento à educação fiscal é regulamentada por lei municipal e tem à frente o Grupo Municipal de Educação Fiscal (G

Na cerimônia de entrega da premiação, que aconteceu no auditório do Sindicato dos Servidores Públicos Municipal, também foram homenageados os ‘Amigos da Educação Fiscal’, que receberam plaquetas, e os 23 projetos que participaram do Prêmio, com plaquetas e certificados.

O Centro Municipal de Educação Infantil Antonia Corrêa e Sousa, do bairro Santo André, tem coordenação da Profa. Charlenira Fernandes, e motivou a  comunidade escolar com o  Projeto “Arte e Cidadania: Educação Fiscal e a Preservação do Patrimônio Público”, entre muitas produções, através de música, dança e teatro. O Objetivo do Projeto é Promover arte e cidadania no ensino infantil através da arte e assim abordar temas relevantes à educação fiscal por meio da ludicidade, evidenciando a preservação do patrimônio público, como no caso do prédio onde atuam, que é resultado de ações da Educação Fiscal no Projeto da unidade na gestão anterior.

A Escola Aldo Ferreira Campos, localizada no bairro Alvorada, mobilizou toda a comunidade escolar com o Projeto “Empoderamento da Escola Aldo Ferreira Campos através da Educação Fiscal para o Fortalecimento dos Valores” sob a coordenação das Professoras Amélia e Elineusa. O Objetivo do Projeto é incentivar a formação da consciência dos valores éticos, morais e sociais no espaço escolar.

A escola Irmã Leodgard Gausepohl, do bairro Uruará, tem a coordenação da Profa. Lúcia Pimentel, e conduziu o Projeto “Educação Fiscal: uma abordagem pedagógica para a qualidade de vida no bairro Uruará, antes e depois do PAC”. O objetivo do projeto é compreender a importância dos tributos na realização das políticas públicas no bairro Uruará, antes e depois do PAC.

Antes do anúncio, um vídeo exibiu o resumo dos dez projetos que chegaram à final. Todos bastante elogiados pelos participantes e frutos de meses de trabalho e dedicação de diretores, professores e alunos.

As escolas estão bastante envolvidas na educação fiscal. “São escolas e professores e diretores envolvidos num projeto muito maior, que é formar cidadãos, que vão ter mais cuidado no momento de analisar o uso dos recursos públicos, ajudando a fiscalizar e a combater até mesmo a corrupção. É bom para o país, pois o cidadão passar a conhecer o gasto e o uso correto dos recursos públicos. Com a criança estão os pais, então tudo isso é bastante importante para a sociedade”, comentou Lourdes Tavares, delegada da Receita Federal em Santarém.

Lourdes Tavares, delegada da Receita Federal em Santarém.As escolas premiadas festejaram a conquista. “Uma emoção muito grande. É a primeira vez. Já faço um trabalho diferenciado com meus alunos, mas a educação fiscal me deu essa oportunidade de participar desse evento. Tudo que foi aprendido será compartilhado com a sociedade. Meus alunos estavam bastante envolvidos nesse projeto, são responsáveis por tudo isso”, festejou a professora Elineusa Maria Correa, da escola Aldo Ferreira Campos.

Para a coordenadora do GMEF, secretária Josilene Pinto, a premiação é resultado dos avanços no desenvolvimento e estímulo dos projetos que destacam a educação fiscal dentro das escolas.

Josilene Pinto, coordenadora do Grupo de Educação Fiscal“É visível o quanto avançamos na temática da educação fiscal em Santarém. Hoje, nós temos mais de 70 unidades escolares que fazem parte do programa municipal de educação fiscal. Nós temos uma lei que diz que essa temática tem que ser trabalhada de forma transversal, ou seja, ela é de suma importância para o município. A gente trabalha o cidadão no seu desenvolvimento para que adquira uma consciência de seus direitos e deveres. Essas escolas desenvolvem projetos. A gente resolveu fazer essa premiação para motivá-los cada vez mais e para agradecer a eles o empenho que fazem ao desenvolver dentro das escolas a temática da educação fiscal”, argumentou Josilene.

Acompanhe as ações da Prefeitura de Santarém nas redes sociais:
Facebook: https://pt-br.facebook.com/prefeituradesantarem/
Instagram: @prefeituradesantarem
Youtube: Canal da Prefeitura de Santarém

Alailson Muniz Agência Santarém

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *